• Renata W. Brasil

5 dicas para entender o mercado de locações no pós-pandemia.

O aluguel por temporada ou no modo tradicional é uma opção para locadores de imóveis que desejam escapar de investimentos vinculados a taxas de juros, que atingem níveis cada vez mais baixos. O aluguel, então, torna-se um investimento de retorno de curto prazo e muito mais interessante que aplicações em renda fixa, por exemplo.


Porém, assim como a pandemia da Covid-19 influenciou o mercado de investimentos, a crise de saúde também marcou nossa existência e o mundo imobiliário foi um dos mais atingidos com esse novo paradigma.


A casa tornou-se protagonista de questões que, há algum tempo, não eram pensadas, uma vez que o dia a dia já estava tomado por atividades fora do lar. Com o isolamento social, os ambientes da casa começaram a ser revistos e novas necessidades surgiram. Inclusive para o aluguel por temporada porque a forma de viajar e as preocupações com o contato social também mudaram.


Quais os paradigmas que vão mudar a forma de morar?


Três pilares fundamentam essas mudanças:


· Home office: para começar, o trabalho foi para dentro das casas. Muitas vezes, mais de um morador precisa de um ambiente privativo para poder realizar as entregas profissionais;

· Menor custo de vida: esse ponto está diretamente relacionado ao home office. Com a possibilidade de trabalhar a distância, o interesse em morar fora dos grandes centros aumenta pela segurança e menor custo;

· Receio de contaminação: outro fator que intensificará o desejo de permanecer em casa e tornar o ambiente cada vez mais convidativo e confortável.


Como aproveitar as tendências para alugar meu imóvel?


Nós temos 5 dicas para você aplicar no seu imóvel e valorizá-lo para seus clientes potenciais. Veja:

1. Seu aluguel de temporada por se tornar um aluguel fixo

Com o interesse em viver mais distante dos grandes centros urbanos, imóveis no litoral ou interior podem se tornar opção para um contrato longo de locação. Por isso, todo tipo de imóvel precisa atender às novas necessidades do mercado.


Além disso, devido ao uso do carro como meio de transporte mais seguro, viagens próximas à região de moradia do locatário serão cada vez mais comuns, facilitando o aluguel por temporada.


2. Residências maiores

A partir de agora, em que o ambiente interno passa a ser o mais importante, o espaço ganha prioridade. Se possível, invista no seu imóvel e amplie a área oferecida.



3. Ambientes compartilhados podem sofrer maior resistência

O receio de contaminação limitou as pessoas a relações mais concentradas na própria residência e com familiares. Vê-se, por exemplo, que as áreas comuns de condomínios, estão com acesso restrito devido à pandemia.

O modelo muito útil nas grandes cidades, onde a oferta de lazer e entretenimento fora de casa era o motor da vida do público jovem, por exemplo, pode sofrer impactos em nome da saúde.

4. Lazer em casa

Espaço para lazer pode ser item decisório no momento da escolha de um imóvel. O ócio é parte fundamental da vida e descansar no espaço externo da casa, como no jardim e varanda, fará diferença na hora de se encantar por um novo imóvel. Por isso, invista em áreas de lazer para ampliar suas chances de alugar o seu imóvel.


5. Mude o seu mindset

A partir de agora, a proximidade do imóvel das grandes avenidas, assim como de estações de metrô podem não ser mais prioridade. Como contamos aqui, a pandemia da Covid-19 veio para mudar a forma de morar. Por isso, tenha em mente os novos conceitos para conquistar clientes:

· Maior metragem

· Mais quartos

· Espaço(s) para home office

· Jardim e varanda


Para acompanhar sempre as tendências do mercado imobiliário, fique ligado no nosso blog e conheça os nossos serviços clicando aqui.


PARA QUEM
Agentes imobiliários 
Proprietário de imóveis
Investidores
Arquitetos e Designers
ENSINO
 
EBOOK
Decoração de Airbnb sem reformas
Curso online 
Decoração de Airbnb sem reformas 
Consultorias
  • Branca Ícone Pinterest
  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Instagram Icon
Rua Caiubi 1007, Perdizes- São Paulo- S.P.